sábado, 25 de dezembro de 2010

O amor enaltece...

Oi Gente...quanto tempo sem aparecer po aqui né?
Mas to de volta...
Hoje em minha postagem vou falar do trabalho que algumas pessoas fazem para ajudar os animais, voluntários da ONG GPA e outros, provando o amor que sentem pelos animais de rua que estão a mercê de todas as coisas ruins e que só querem um lar com amor e carinho.
Diariamente recebo e-mail's de casos que me arrepiam, de situações degradantes em que os animais são resgatados das ruas, e quero aqui agradecer a essas pessoas que colaboram de alguma forma para que esses animais fiquem bem.
Uma dessas pessoas que desempenham o papel de acolher esses animais provisoriamente é a Jaqueline. Ela os abriga no sítio São Lázaro em Rio Preto da Eva. Mas sabemos que sozinha ela não pode resolver o problema do abandono. E mais uma vez quero ressaltar aqui que a castração é a única forma de diminuir essa situação, em que só quem sofre são os animais.
Além da Jaqueline, outras pessoas contribuem com esses animais que são resgatados, mas muita das vezes não tem onde colocarem e é difícil pessoas que se interessem em adotar animais já adultos.
Eu quero aqui agradecer a todas essas pessoas do GPA, ou não, que desempenham esse bonito papel de demonstração de amor e carinho por estes seres lindos.
Abaixo a foto de uma cadelinha que foi resgatada da rua por esses anjos da terra:



O meu muito obrigado a todos os que se preocupam com a causa dos animais abandonados!

______________________________________

Como nesse mês de dezembro, o tempo foi uma coisa que faltou para eu poder atualizar meu blog, vou aproveitar para me desculpar com meu amigo Érico que me presenteou com dois selinhos muito lindos e que só agora vou postar.
Os selo são lindos:






A regra manda que repasse o selo para dez blogs:

  1. Páginas Viradas
  2. Inspeções do expectador expectro introspecto
  3. Loba das estepes
  4. Blog da Donatela
  5. Blog da Tici
  6. Set Ufam
  7. Eu amo Brigite
  8. Petescadas
  9. Notícias de Manaus
  10. Coisas de cão Balu
Todos são blogs muito bons e merecedores do selo!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Selinho


Postando somente agora o selinho que eu ganhei da Tici, uma blogueira muito legal!
Visitem o blog dela: Apenas um Pouquinho de Mim.
Quero me desculpar com todos pela minha ausência mas é que os deveres da faculdade
é que me deixaram à parte do meu blog....mas estarei de volta em alguns dias quando estarei de férias. Um bjo a todos!
E lembrem-se: Consciência ambiental, amor e respeito aos animais sempre!
As regras são:
- Listar 10 coisas que eu amo;
- Passar o selo para 10 Blogs;

*Dez coisas que amo:

  1. Amo Deus;
  2. Amo a vida que Deus me deu;
  3. Amo meus gatos;
  4. Amo chocolate;
  5. Amo meus amigos;
  6. Amo minha pequena grande família;
  7. Amo Linguística, principalmente Fonética e Fonologia e Semântica;
  8. Amo a verdade, ainda que doa muito;
  9. Amo meu blog;
  10. Amo você que lê ou curte meu blog de alguma forma.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Cinomose e Parvovirose


São duas doenças comuns em cães não devidamente assistidos pelo proprietário ou de rua. Abaixo seguem alguns de seus principais sintomas:

Cinomose: é uma doença transmitida por vírus e aparece apenas em cães. A infecção pode se dar por via digestiva ou respiratória.
Em caso de contágio, o cão pode ter conjuntivite e ficar com febre alta. Depois de alguns dias, o animal pode apresentar quadro de diarréia e a contração involuntária de qualquer ramo muscular do corpo (semelhante ao que chamamos de “tique”).
A prevenção é feita por meio de vacinas que o cão deve tomar durante toda a vida. O tratamento para animais infectados é complexo e nem sempre apresenta um resultado satisfatório. Por tratar-se de uma doença que atinge vários órgãos, a cinomose pode deixar seqüelas ou matar o cão.

Parvovirose: também é transmitida por vírus e é mais comum em filhotes. A doença é transmitida por via oral e inalatória, por meio do contato com material fecal de algum animal contaminado.
A parvovirose causa vômitos e diarréias hemorrágicas no animal e pode ter conseqüências sérias por conta da desidratação.
O tratamento requer internação e medicação. O animal costuma responder bem ao tratamento, mas, em caso de ser contaminado ainda muito novo, a doença pode prejudicar seu desenvolvimento.


Dúvidas frequentes:

Um filhote deve tomar no mínimo três doses de vacina contra cinomose. Mas após a primeira dose ele já está protegido?
Não, pois as primeiras doses de vacina podem ser neutralizadas pelos anticorpos maternos contra cinomose que os filhotes adquirem ao mamar o colostro (leite produzido pela mãe nos primeiros dias de amamentação). Por isso, é importante manter o filhote longe de outros cães e de ambientes contaminados até que sejam dadas as 3 doses de vacina. É importante lembrar que todos os filhotes devem mamar o colostro, pois ele é fonte de anticorpos que o protegerão contra diversas doenças

Fonte da notícia: e-mail recebido da Lista de cachorreiros de Manaus


_____________________

Até a próxima!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Quer adotar um cachorro ou gato?


Pense bem, pois se trata de uma vida...
Antes de adotar se responda à essas perguntas:


1. Um cão vive de 8 a 12 anos em média, dependendo do porte. Você está preparado para ter um?
2. Um gato, vive até 18 anos, você está preparado para ter um?
3. Todos os membros da sua família concordaram em adquirir um animal de estimação?
4.Você mora em casa própria?
5. Caso mude de residência, levará seu animal ?
6. O seu quintal é completamente cercado, não permitindo que o animal saia para rua sozinho?
7. O animal ficará solto no quintal, nunca preso em corrente?
8. No caso de alguém da família vir a engravidar, o animal continuará sendo tratado da mesma maneira?
9. Você tem condições de acrescentar no orçamento mensal gastos com alimentação industrializada (ração), vacinas, vermífugos, etc.?
10. O animal será imediatamente esterilizado (castrado) para evitar crias indesejadas?

Se você foi leu tudo que está escrito nesta página e foi capaz de responder as perguntas de forma satisfatória, e acha que pode ter um animal de estimação, procure adotar um que esteja no corredor da morte nos CCZs ( carrocinha ), ou visite um abrigo e encontre o seu amigo. Existem milhares de animais esperando por amor, e uma vida digna.


Dê uma chance para um animal abandonado e você estará salvando uma vida!

__________________________________

até a próxima pessoal...ando meio sem tempo...
bjs


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Justiça seja feita...e foi!

Olá pessoal, quanto tempo não apareço por aqui né? Na verdade ando hiper, ultra, mega ocupada com coisas da faculdade e do estágio. Não tenho tempo nem para os amigos mais. Mas acontece que um fato ocorrido essa semana me deixou muito feliz e embora não pudesse ter postado antes devido minha carência de tempo e problemas com a net, posto agora notificando a vocês um caso de impunidade que foi muito bem resolvido aqui na cidade de Manaus.


Um dono de um cachorro foi preso em flagrante acusado de maltratar seu animal. A vítima(o animal) foi encontrada nas dependências da casa do dono, Moisés de Paula Vital de Melo, localizada na rua Comendador Clementino, no centro. O cachorro foi encontrado em estado deplorável: magro e infestado de carrapatos. Voces precisam ver a foto do cão. Tem carrapato principalmente no seu rosto que mal consegue ser visto. O dono foi preso pelo Batalhão Ambiental onde foi autuado em flagrante pelo crime de maus tratos a animal previsto no artigo 34 da Lei 9605/98.


O animal, após o resgate foi doado a ONG GPA Manaus e está sob os cuidados do Dr. Estevão, na clínica Lu pet shop, no Santos Dumont. Foi detectado anemia aguda, causada pela Erchiliose, a doença do carrapato. Será bem tratado e colocada para adoção, onde iremos tentar encontar um novo lar pra esse amigo que tanto sofreu.


E é isso que me deixou feliz. Apesar de ver o cachorro em estado lastimável, com os pés fincados na morte, graças ao irresponsável do dono, fico feliz por saber que a justiça foi feita e o criminoso punido por isso. Porque muita gente desconhece a Lei de proteção animal e acham que podem fazer maldades com o animal que nada irá ocorrer. Aí está a prova de que se você não andar a linha, será a próxima vítima de prisão. eu espero que esse criminoso fique o tempo máximo de sua pena na cadeia refletindo sobre o que é posse responsável, antes de sair por aí adotando um animal para fazê-lo sofrer.


Por hoje é só pessoal. Abaixo anexarei a notícia do jornal em tempo do dia 20 de outubro.



segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Abrigos: Solução ou parte do problema?

Olá a todos! Cá estou eu mais uma vez para dar continuidade a um assunto um pouco polêmico no meio animal: A criação de abrigos. Em uma de nminhas postagens abordei sobre o assunto, atentando ao fato de muitas pessoas julgarem a ONG GPA Manaus pelo fato de não possuírem um abrigo e tão pouco se interessar pela criação de um. Pois bem, falei de todas as problemáticas acerca da questão, colocando não só o meu ponto de vista mas o de outras pessoas da Ong, ressaltando sobre protestos de muitos que somos contra a criação de abrigos pelo simples fato de que os mesmos se tornarão depósitos de animais e não solucionará o problema de inúmeros animais vítimas do abandono. Para enfatizar ainda mais esse ponto de vista, prometi que faria uma postagem com relatos de abrigos que foram criados na tentativa de amenizar a problemática dos animais abandonados e que ao contrário disso, acabaram falindo e piorando ainda mais a situação de tais seres. Pois bem vamos aos fatos:

Trechos de comentários sobre abrigos


“Concordo plenamente quando dizem que pessoas bem intencionadas pensam em fazer um abrigo, pois eu também pensava assim. Pouco dinheiro e um espaço grande já era o suficiente. Mas nas dificuldades a gente não pensa”.

”Parabéns pela coragem de dizer o que muitos não querem ouvir. Em Niterói vejo se repetir o descaso de todos, em especial dos órgãos públicos com o abandono dos animais”.
“Não é criando estoques de animais doentes, famintos, sem esperança que iremos mudar este contexto. Mas conscientizando a população. Dizendo NÃO a comercialização desenfreada de filhotes. NÃO ao descaso de entidades públicas”.

______________



A notícia que o Quintal de São Francisco fecharia suas portas surpreendeu e preocupou muita gente. Localizado em Parelheiros, periferia da capital paulista, o reconhecido abrigo não agüentou. Mas por que chegou ao fim?


“Foi uma decisão bem difícil, talvez a mais dolorosa da minha vida. Somos uma equipe cansada, enfrentando dificuldades diárias. Cumprir compromissos financeiros, oferecer qualidade no acolhimento, compreender a comunidade, captar recursos”, explicou Angela Caruso, que afirma que mudou a maneira de pensar. “Não suporto mais manter animais aprisionados, mesmo melhorando o local e as acomodações, estamos distantes de bem-estar animal. Fazemos o que achamos que é o melhor. E o que é melhor?” desabafa Angela.


Visão técnica



Com as notórias deficiências do serviço público, abandonos, um oceano de carências, os
abrigos são inevitáveis, mas assim como tudo na vida, precisam de regras para funcionar corretamente. Mesmo sem uma regulamentação, o Conselho Regional de Medicina Veterinária de SP (CRMV-SP) determina algumas condutas. “Os procedimentos em abrigos são os mesmos de um canil ou gatil, pois ambos possuem entrada e saída de animais”, esclarece a assessora do CRMV-SP, Thaís Cardoso.



Os cuidados com a estrutura física são determinantes para o grau de salubridade do lugar. A triste crise da Suipa, que teve sua atual presidente reeleita, contradiz qualquer argumento de bom senso e bem estar. Dos animais que chegam ao abrigo o índice de mortalidade atinge 90%, ou seja, em cada dez animais apenas um sobrevive.



Reflexão



Pessoas envolvidas com abrigos no Brasil em sua grande maioria trabalham arduamente tentando tampar o sol com a peneira. Os ideais, como foi dito na última matéria, são nobres, mas não se muda um cenário tão caótico apenas com o coração.



Por que não importamos o pragmatismo dos americanos (e não seus rodeios)? Ser racional não significa frieza, mas ter coragem para tomar decisões.


Viver amontoado com tantos outros, brigar pela comida, adquirir doenças ou transmiti-las, não desfrutar de companhia humana e morrer sem ninguém perceber. Não é uma vida digna, não é ser protegido e muito menos bem estar animal. Será que as pessoas que defendem isso pensam realmente na integridade do cão e do gato?




____________________




E é isso pessoal, não é só o Suípa e o Quintal São Francisco que enfrentam problemas, mas muitos outros abrigos, ficando provado que temos que pensar no bem estar animal e não no bem estar de quem quer se ver livre do animal. Por hoje é só, mas em breve estarei de volta com novidades...

domingo, 3 de outubro de 2010

Abandono diário de animais em Manaus...


Pessoal recebi essa notícia pelo meu e-mail através da lista do GPA Manaus e confesso a vocês que fiquei chocada com o conteúdo e por isso resolvi repassar a informação no meu blog que teria outra informação prometida para essa postagem. Vamos ao fato em questão então...

Maioria dos animais sacrificados em Manaus tem dono

65% dos cães e gatos mortos no centro de zoonose foram entregues pelos próprios donos que procuraram o centro para se desfazer do animal.


Manaus - Dos 2.470 animais, entre cães e gatos, que foram submetidos à morte no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) no primeiro semestre deste ano, em Manaus, 65% (1.621) foram entregues pelos próprios donos que procuraram o centro para se desfazer do animal. Os dados são da diretora do CCZ, Simone Fernandes. Chegam ao CCZ, uma média de 25 animais por dia.

“Os donos tratam animais como mercadorias. As pessoas precisam se conscientizar sobre o que é a posse responsável. Quando eles decidem se desfazer, levam o animal para o centro justificando que não possuem condições para tratar a doença sofrida pelo cão ou pelo gato, que vão morar em apartamento ou que vão viajar”, disse.

Simone contou ainda, que dos 1.296 animais entregues de forma espontânea, 80% são submetidos à morte assim que chegaram e, entre os outros 20%, os que não foram adotados em poucos dias, acabaram sendo mortos porque ficaram doentes. “Eles acabam se contaminando no próprio CCZ ou adquirem estresse. Os números são alarmantes, assustam as pessoas, mas elas não se sensibilizam”, relatou.

Dos animais retirados das ruas, 1.468, o equivalente a 80%, também foram submetidos à morte. “A retirada de animais das ruas diminui a probabilidade de acidentes de trânsito e agressões por mordidas, além de evitar a transmissão de doenças e a reprodução indiscriminada e indesejada de cães e gatos”, disse.


Fonte: Portal D24Am


___________________


Mas é mesmo um absurdo! Como podem existir pessoas que se comprometem com a vida de um animal, podem abandoná-lo quando ele mais precisa? Não posso acreditar que exista alguém assim,mas a realidade é que existe e isso me deixa muito mal, pois apesar de ser um animal não deixa de ser uma vida, e aí volto a questionar o que já vem sendo questionado há muito tempo: "Quem são os irracionais? O Homem ou o animal?" E a minha resposta, apesar de protestos de alguns, é a de que os irracionais são o Homem. Porque tanta maldade? Porque tanto ódio no coração? Se os animais existem foi porque Deus assim quis, porque Ele permitiu. Deus criou o mundo e todas as criaturas que nele existe. Porque o Homem se volta contra a criação Divina? Essa é a resposta que eu busco, e aqui fica meu desabafo. Peço desculpas se me excedi.

Karine Araújo

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Sobre abrigos de animais...


Muitas pessoas questionam a ONG GPA Manaus do porquê eles não têm um abrigo. O GPA, e acredito que outras ONG's, pensam que essa não seria a solução mais cabível, já que o abrigo não resolveria o problema dos animais abandonados. O abrigo funcionaria como uma espécie de depósito de animais, um "lixão". As pessoas se aproveitariam do funcionamento do abrigo, e ao invés de praticar atitudes mais coerentes, como a castração por exemplo, simplesmente iriam abandonar os animais no abrigo, cabendo a ONG a responsabilidade, e logo teríamos problemas seríssimos. Uma ONG é uma instituição não governamental, logo os custos são de responsabilidade de seus criadores. Então, em um dado momento a ONG sucumbiria e teria que fechar as portas. E qual o destino de tantos animais que para lá foram na esperança de algo melhor? É essa a questão norteadora. Os animais não teriam outro destino se não a morte. E essa questão é real, já aconteceu com vários abrigos, e o resultado final de tudo isso é que, quem perde são os animais.

Por isso eu respondo aqui nesse espaço, que sou totalmente contra a criação de abrigos. A melhor forma de ajudar os animais é sendo voluntário na divulgação da posse responsável e seu principal mandamento, a castração. Ou ainda, é claro, castração de seu animal ou daquele animal que você puder ajudar. É claro que não podemos ajudar todos, e é por isso que devemos conscientizar as pessoas para a prática da castração. E nada de abrigos! Os animais querem um lar feliz, com amor e carinho, e não ser desprezado em um abrigo.

Na próxima postagem trarei relatos de abrigos que foram construídos na esperança de salvação dos animais e que acabou na lastimação dos mesmos.


__By Karine Belka__

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Sobre a vacina da Raiva


Governo Federal confirma reações à vacina de raiva


Uma nota técnica do Ministério da Saúde confirmou o alto índice de complicações em animais vacinados contra a raiva no Estado de SP.

O material, divulgado a profissionais do setor, foi o único usado em São Paulo e Guarulhos, onde os casos de reações adversas se concentram.

Há duas semanas, o ministério disse que não havia problemas com a vacina e que a campanha -suspensa no Estado em 20 de agosto após mortes de sete animais- deveria continuar.

Procurado ontem, não comentou a nota técnica e informou que detalhes serão divulgados nesta semana.

Estudo feito pelas secretarias estadual e municipal de Saúde aponta que o número de complicações em cães e gatos na cidade de São Paulo foi 177 vezes maior em 2010 do que no ano passado.

Em 2009, 53 reações foram registradas, uma incidência de 0,05 casos a cada mil doses. Agora, passou para 2.198 reações, o que representa 8,88 a cada mil. No interior, o índice é de 1,13 a cada mil.

A vacina, produzida pelo laboratório Biovet, está sendo usada pela primeira vez na rede pública.

Uma investigação dos casos deve ser concluída em 15 dias. Até lá, a secretaria estadual decidiu manter a campanha suspensa.

Em todo o Estado, 2.627 animais imunizados tiveram reações adversas associadas, sendo 1.903 gatos, 713 cães e 11 em processo de identificação. Desses, 66 morreram.

Fonte: Folha.com

____________________

Temos que ficar atentos aos casos das outras cidades para vermos se apresentam o mesmo problema.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Polícia ambiental de Manaus prende acusados de rinha de galo

O Batalhão Ambiental encontrou 22 galos. Entre eles, cinco gravemente feridos e um morto.

No terreno, localizado em frente à Igreja Pentecostal Unidos do Brasil, foram encontrados vinte e dois animais. Entre eles, cinco gravemente feridos e um morto, no centro da ‘arena’.


Três homens foram presos na tarde deste domingo (5) com envolvimento em rinhas clandestinas de galo. O Batalhão Ambiental chegou à residência de número 179, da Rua São Valentim, do Bairro Monte Pascoal, zona Norte de Manaus, às 16 horas, após a denúncia de moradores da região.

De acordo com as informações do policial militar cabo Carlos Largo, vários homens estavam no local na hora da invasão policial. Porém, apenas três foram presos. Diomédio Conrado, proprietário do terreno, Edson Souza de Araújo e Carlos Souza. Nos fundos da casa, há uma mata por onde os outros envolvidos conseguiram fugir.

Diomédio aluga sua propriedade há aproximadamente dois meses, mas não quis revelar o lucro que ele obtém com ao ceder o local para os eventos. “Eu não sei de nada, estava só assistindo”, garantiu Edson, autônomo, de 37 anos. “Eu só vim trazer os refrigerantes. A polícia me pegou na escada, na hora que eu já estava saindo”, garantiu Carlos, autônomo, 38.

No terreno, localizado em frente à Igreja Pentecostal Unidos do Brasil, foram encontrados vinte e dois galos. Entre eles, cinco gravemente feridos e um morto, no centro da ‘arena’.

A denúncia ocorreu via telefone, pelo número 190, e posteriormente passada ao Batalhão Ambiental. Os presos serão encaminhados ao 15º Distrito Policial (Cidade Nova). Após realizar o procedimento básico, o caso será transferido ao Ministério Público, que decidirá as penas cabíveis.

Proprietários, participantes e curiosos podem ser denunciados, mas com penas diferentes, de acordo com a intensidade do envolvimento. “Não só o proprietário, mas todos que tem ciência sobre essas rinhas, e não denunciam à polícia, podem ser autuados”, informou Largo.

De acordo com o Batalhão Ambiental, essas brigas de galo são muito comuns na cidade. Porém, para detê-los, o procedimento não é simples, já que esses ‘eventos’ são itinerantes, ou seja, são realizados em vários lugares diferentes.

Com a ação deste domingo da Polícia Militar, a tendência é que diminua o número de rinhas em Manaus. “Conseguimos estourar esse (local) aqui porque nasce tudo daqui. É fixo. Tem ração e remédios para os galos. Esse é o ponto que ‘alimenta’ as varias rinhas da cidade”, garantiu o cabo.

Os animais serão levados para um local, ainda indefinido pela PM. Se os galos continuarem com o proprietário do terreno, ele deverá abrir as portas de sua casa a qualquer momento pelo Batalhão Ambiental para uma vistoria. Ele será um ‘fiel depositário’. Se um galo morrer, por exemplo, ele deve telefonar à polícia para informar os motivos do óbito.

Criação de galos é a salvação de algumas famílias

De acordo com Ricardo Acris (35), que cria galos desde 5 anos de idade, essa é a única maneira de ele sobreviver. “Eu poderia estar bebendo, roubando, me drogando, mas crio galo. E é das características deles a briga. Não precisa de estímulos. Basta colocar um em frente ao o outro que eles já estão se pegando”, garantiu Acris, que não teme represálias da população.

O rapaz vai além. ‘‘Ganho um dinheiro bom com isso. Até consigo importar animais do Japão e Tailândia. Não faço nada de errado: crio os galos e eles brigam sozinhos’’, garantiu Ricardo, um dos curiosos que acompanharam a ação da PM na Rua São Valentim.


Fonte da notícia: Jornal Diário do Amazonas em 05 de set de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Vacina antirrábica apresenta problemas...


WSPA a favor da suspensão temporária

WSPA pede suspensão temporária de Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica por problemas no Sudeste. Ocorrências como convulsões, falta de ar e até óbitos preocupam os donos de cães e gatos.Nas últimas semanas centenas de animais que receberam a vacina antirrábica nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram graves sintomas adversos como convulsões, falta de ar, tremores e falta de apetite. Infelizmente alguns animais vieram a óbito, assustando a população e fazendo com que a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo suspendesse temporariamente a campanha em todo o estado.

Na capital paulista, das 567 reações notificadas entre os últimos dias 16 e 17, 38% foram consideradas reações adversas graves como falta de ar, episódios convulsivos e hemorragias. Nesse período, foram imunizados 121.691 animais em toda a cidade de São Paulo. Em Guarulhos, houve 40 reações adversas entre os 42.860 animais vacinados entre 9 e 13 de agosto, chegando a um índice de reações adversas de aproximadamente 10% dos animais vacinados.

Até agora foram notificados ao Ministério da Saúde nove óbitos, sendo 2 na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, 4 casos nos municípios de São Paulo/SP e 3 casos em Guarulhos/SP em um total de 309.031 animais vacinados (cães e gatos). Porém, de acordo com informações não oficiais, há um número muito maior de casos não- notificados, que podem significar um aumento nos índices já registrados.

Fonte: WSPA BRASIL

___________________

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Castrar com que idade?


Muitas pessoas não acham certo castrar filhotes e preferem que os mesmos tenham ao menos o primeiro cio. Eu, particularmente, discordo da questão. Castração é um procedimento ético e legal de acordo com a Associação Humanitária Americana(American Humane Association) endossada pela Associação Veterinária Americana(American Veterinary Medical Association) e diversas outras.
A PROBEM trabalha com a linha da castração precoce (esterilização a partir de 8 semanas de vida) desde sua fundação em 2007, sendo que a experiência demonstrou que essa é a melhor prática. A castração pediátrica não traz prejuízos a saúde, é mais econômica e o animal tem melhor resposta na recuperação pós cirúrgica. Os riscos são inerentes a qualquer cirurgia desta monta.

A idade mínima para castração de cães e gatos é 8 semanas ou se o animal tiver pelo menos 1 kg de peso vivo.
A castração precoce tem suas vantagens como recuperação mais rápida , menor tempo cirúrgico e principalmente você poder doar os animais já castrados e garantir que estes não se reproduzam indiscriminadamente . Mas deve-se tomar maiores cuidados qto à anestesia , evitando jejuns prolongados e evitando hipotermia ( queda de temperatura ).Recomenda-se o método minimante invasivo ( gancho )na castração de filhotes .

Por isso quanto antes castrar o animal melhor para ele e melhor para você!!!

__________________
até a proxima!!!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

domingo, 8 de agosto de 2010

PLC 04/2005 aprovado no Senado



PCL 04/2005 - Projeto de lei que visa criar a política nacional de controle populacional de cães e gatos no Brasil, foi aprovado no senado no dia 05 de agosto, deixando assim de existir milhares de cães e gatos abandonados, famintos e sedentos, doentes, que são violentados, atropelados, multiplicam-se desordenadamente e são mortos cruelmente em CCZs.
Agora, o projeto segue para a câmara, onde somente as emendas serão analisadas pelas comissões pertinentes.

Enfim uma boa notícia!!!

...

domingo, 1 de agosto de 2010

Uso de anticoncepcionais em gatas e cadelas

O uso de anticoncepcionais em animais como gatas e cadelas podem provocar sérios riscos, como câncer de mama, diabetes e outros mais.

Os perigos do uso de anticoncepcionais em cães e gatos

Evitar uma cria indesejada é uma das grandes preocupações dos donos de gatas e cadelas. A outra é o bem-estar do animal. Ambas entram em conflito quando o assunto são os métodos contraceptivos, em especial o uso de anticoncepcionais. Além disso, o comportamento sexual dos animais em cio muitas vezes é extremamente desagradável para o proprietário. A presença de sangramento vaginal, manchas pelo chão, odores, latidos, atração de machos e marcação do território fazem com que os proprietários busquem uma solução para esse incômodo. Sabe-se que muitas pessoas cometem o equívoco de usar anticoncepcionais, imaginando serem inofensivos, mas não é bem assim.

Tais medicamentos apresentam grande aceitação, pois são de baixo custo e podem ser encontrados facilmente em casas de rações e lojas do gênero, além de serem vendidos sem prescrição do médico veterinário.

Os anticoncepcionais são encontrados sob a forma de comprimidos ou injeções (“vacinas”), e tendem a retardar ou suprimir a fase de aceitação sexual dos animais além de incômodos como o sangramento das cadelas. A maneira mais utilizada é a injetável e a dose varia de acordo com o peso do animal. Existe uma fase certa do ciclo do animal para se aplicar o anticoncepcional. Na cadela, é mais fácil identificar essa fase, mas, na gata, por ser um animal que apresenta vários cios por ano, é bem mais complicado. As pessoas aplicam a medicação sem saber o período certo, o que pode acabar ocasionando mais problemas. Muitos aplicam a medicação quando o animal já está no cio o que é extremamente prejudicial para a saúde das mascotes. Além disso, é muito comum gatas prenhes receberem a medicação por seus donos não saberem que elas estão gestantes. Na totalidade dos casos, os fetos irão morrer e ficar retidos no útero até que ocorra uma grande infecção colocando a vida da gata em perigo.

O uso de anticoncepcionais é um dos principais causadores de aparecimento de tumores de mama, infecções uterinas e tumores uterinos e de ovário, além de predisporem a doenças endócrinas, como o hiperadrenocorticismo, e promoverem resistência insulínica, provocando o surgimento da diabetes mellitus. Também pode ser observada falha, ausência ou descoloração do pelo no local da aplicação.

No caso da infecção de útero, o tratamento é a retirada do órgão de forma emergencial, antes que o animal entre no quadro de infecção generalizada, toxemia associada à insuficiência renal, colapso e morte.

Já nos casos de neoplasia mamária, a maioria é de origem maligna e somente o diagnóstico e o tratamento precoce podem salvar ou prolongar a vida do animal com câncer. O tratamento é cirúrgico, associado ou não à quimioterapia.

A única vantagem encontrada nesse método é o baixo custo. Há alguns anos, vários profissionais administraram anticoncepcionais para evitar que fêmeas tivessem cria. Os custos da cirurgia de castração eram muito altos e poucas pessoas podiam arcar com esse gasto. Com o passar dos anos, vários estudos desenvolvidos sobre esse assunto provaram que o custo-benefício dos anticoncepcionais para animais não é compensatório e, hoje, a cirurgia de castração é muito mais acessível e largamente indicada.

É importante lembrar que, se por um lado o anticoncepcional aumenta a incidência de tumores nos animais, a castração, por sua vez, diminui a incidência de tumor de mama principalmente quando realizada nos primeiros anos de vida do animal. Além dos tumores de mama, a castração precoce previne virtualmente quase todos os outros tumores e doenças relacionados ao sistema reprodutor em cadelas e gatas.

Dra. Vanessa Mollica Caetano Teixeira
Médica veterinária
Especialista em clínica e cirurgia – UFV
Mestre em cirurgia – Unesp

Fonte:Pet shop Auqmia

_________________________

Vale ressaltar que o controle populacional não deve se restringir às castrações de machos e fêmeas, devendo existir uma campanha educacional, paralela, mostrando para a população a sua responsabilidade ao decidir criar um animal.

E infelizmente não existe um programa ou projeto mais efetivo dos governos no controle populacional, especialmente de animais abandonados ou errantes, por não constar em suas prioridades.

_________________________

Por isso nada de aplicarem anticoncepcionais! A medida de prevenção por mais terrível que seja para o dono, é a castração!

Até a próxima!!!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Cachorro pode prevenir alergia em crianças


Cães são capazes de fortalecer o sistema imunológico

UMA PESQUISA realizada na Alemanha com mais de 3 mil crianças mostrou que a convivência com cachorros pode influenciar no desenvolvimento do sistema imunológico contra doenças alérgicas.

O ESTUDO foi coordenado pelo cientista do Instituto de Epidemiologia do Heimholtz Centre, Joachim Heinrich, e acompanhou crianças desde o nascimento até os seis anos de idade. Segundo a pesquisa, crianças que convivem com cães em casa apresentaram menos risco de desenvolver sensibilidade a pólen, poeira e outros agentes alergênicos inaláveis do aquelas que não tinham algum peludo por perto. Agentes como pólen e poeira costumam incitar o desenvolvimento de doenças respiratórias, como a asma, rinite alérgica, eczemas e espirros.

O CONVÍVIO com cães só não impediu o desenvolvimento dos sintomas. Ou seja, crianças pequenas com cães em casa se mostraram tão suscetíveis à asma e a outros problemas quanto aquelas sem cachorros. Para o coordenador da pesquisa, a razão poderia estar relacionada ao fato de que os benefícios protetores podem aparecer somente quando as crianças estão mais velhas. Por essa razão, mais estudos serão necessários para que se compreenda a relação dos cachorros e o sistema imunológico infantil.

Fonte: Portal da Cinofilia


____________________

* e ainda tem gente que faz maldade com esses seres...

até a próxima!!!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

20 pessoas presas acusadas de promover rinha de galos


MANAUS- Vinte pessoas foram presas em flagrante na tarde deste domingo, em Manaus, acusadas de participarem de rinha de galo. A arena estava instalada no quintal de uma residência na Rua Pará, 479, no São José, zona Leste de Manaus.Cerca de dez pessoas fugiram com a chegada da polícia. A Polícia encontrou animais feridos e dois galos mortos.

Pedro Gomes Antunes, acusado de ser o dono da residência onde ocorria a rinha, negou o crime à Polícia. Segundo ele, a festa em sua casa era uma comemoração de aniversário.

De acordo com o Batalhão da Polícia Ambiental, os homems foram levados ao 14o Departamento Integrado de Polícia (DIP), na avenida Grande Circular.Todos vão responder pelos crimes de maus tratos a animais domésticos. O processo será respondido em liberdade.

Fonte: portalamazonia@redeamazonica.com.br

______________________

Bem feito!Vão mexer com os animais...se deram mal!!!

terça-feira, 13 de julho de 2010

Por que castrar os animais?

Eu faço parte parte de uma lista de e-mail do Grupo de Proteção aos Animais - GPA Manaus. Todos os dias recebo e-mails de pessoas pedindo ajuda,para cachorro abandonado em tal lugar, uma ninhada de gatinhos em tal lugar, filhote vítima de abandono precoce, cadela e seus filhotes no meio da rua exposta ao calor e ao frio, cão vítima de atropelamento, vítima de teçadada, vítima de maus tratos por pessoas, cão com sarna, gato abandonado na porta de alguém que já tem vários animais e não pode mais criar nenhum, e etc, etc...
Imaginem só que todos eles querem nossa ajuda mas nem todos recebem porque infelizmente não temos condições de ajudar a todos. E qual a solução para esses casos? Castração! Sinto muito mais é a única medida cabível para esses casos todos. Muitas pessoas usam a bíblia para nos recriminar, citando capítulos e versículos onde Deus disse: "Crescei e multiplicai"! A regra não se apica dessa form. Pessoas conscientes sabem perfeitamente que se formos deixar os animais crescerem e multiplicarem naturalmente, a população deles será maior do que a dos humanos e nunca terão donos responsáveis por seus cuidados. Enquanto uma mulher em média tem uma criança em um ciclo de nove meses, uma cadela tem em média 6 filhotes a cada 6 meses e uma gata 4 filhotes em média a cada 3 meses. E imaginem que tanto mãe como filhotes continuarão esse ciclo.
E agora o que vocês me dizem? Não é melhor previnir do que remediar? Não é melhor castrar do que deixá-los a mercê do abandono e mau trato?
Após a castração eles continuarão os mesmos de antes e posso garantir a vocês que eles não vão sofrer por conta disso, ao contrário serão mais bonitos e mais felizes e não serão citados em lista de e-mail ou qualquer lugar que seja. Pensem nisso!
E antes de criticar o nosso trabalho voluntário, conheça o mundo dos animais! É um mundo maravilhoso! Adquiram conhecimentos para não falarem asneiras à respeito do que não conhecem. Animal castrado é feliz sim!
Faça algo que se propague!


Um abraço a todos e desculpem-me se me excedi!

______________________

domingo, 27 de junho de 2010

2010: Ano de eleições...




fonte da foto: Dog mídia
Pessoal não esqueçam, o ano é de eleições e vamos votar com consciência para não nos arrependermos nos próximos 4 anos!

___________________________

Selo Sunshine


Conforme o dito na postagem anterior, onde coloquei os três 1ºs blogs como merecedores do selo, aqui vai os três restantes, juntamente com os outros três primeiros.
Antes as regras para aceitação do selo:
- Colocar o logo no seu blog ou no seu post;
- Passar o prêmio para outros 6 bloggers;

- Incluir o link dos indicados no post;
- Informar os indicados sobre o prêmio, deixando comentários em seus blogs;

- E, finalmente, compartilhar o link com as pessoas de quem você recebeu esse prêmio.

Entendido??
Então vamos aos blogs escolhidos:

CinemeirosNews
Notícias de Manaus
Dog Mídia
Loira22
X Fairy Music
Eu amo Brigite

Queria selecionar outros blogs q são muito bons também, mas deixarei para uma próxima vez!
até lá!
Até a próxima postagem que terá informaçoes!
__________________

terça-feira, 22 de junho de 2010

Adotar é um ato de amor...




_____________________________

Selo Sunshine Awards

Fui premiada com esse selo pelo meu amigo Érico, que indicou meu blog como de qualidade em seu blog: Blog do Pena(visitem pois é muito bom...e não é puxa-saquismo...é bom mesmo!)
Agradeço pela consideração, fico lisonjeada!(eu não colei seu discurso, juro!)
E aproveito aqui, como via de regra, para passar esse prêmio a outros blogs merecedores e de muita qualidade.
Antes vamos as regras:

- Colocar o logo no seu blog ou no seu post; - Passar o prêmio para outros 6 bloggers; - Incluir o link dos indicados no post; - Informar os indicados sobre o prêmio, deixando comentários em seus blogs; - E, finalmente, compartilhar o link com as pessoas de quem você recebeu esse prêmio.

Entendido??
Então vamos aos blogs escolhidos, depois de muito avaliar pois são tantos bons, mas só seis que devo indicar...aí resolvi dividi em 2 partes. Na postagem de hoje coloco os tres que escolhi hoje e na próxima postagem coloco os tres restantes juntamente com os tres que saíram hoje. Os três primeiros escolhidos:

1) Cinemeirosnews
2) Noticias de Manaus
3) Blog da Loira22

Até o próximo post...


sábado, 19 de junho de 2010

Cuidados na Copa - Animais em pânico


Existem cães que têm medo excessivo de determinados ruídos... Se imaginarmos que eles têm uma capacidade auditiva quase quatro vezes maior que a nossa, um ruído sem importância para nós pode ser ensurdecedor para eles.

Os ruídos que costumam causar pânico nos animais são fogos de artifício, máquinas de tosa e/ou secadores, trovões, tiros, etc..

Os cães pulam no colo do dono, tremem excessivamente, o coração dispara e eles tentam se esconder em lugares pouco comuns, permanecendo lá sem comer, beber ou sair para fazer suas necessidades...

Alguns donos podem achar isso até engraçado, porém, se o animal tiver alguma
alteração cardíaca severa, a taquicardia (aceleramento do coração) que o medo excessivo provoca poderá causar problemas à saúde do animal, principalmente se ele for idoso.

Se fobia a ruídos é o problema do seu amigão e você se preocupa com a reação dele nos dias de fogos ou tempestades, veja as dicas de Cláudia Pizzolato, treinadora de cães diplomada pela NDTA (National Dog Trainers Association) nos USA e proprietária da Lord Cão -
www.lordcao.com, no Rio de Janeiro:

[] Trabalhar com dessensibilização: ter gravado em cassete ou CD os sons que deixam o animal paralisado de medo (à venda no site www.bitcao.com.br ). Colocar o som MUITO baixo, quase imperceptível, e motivar o cão a repetir qualquer rotina que ele goste muito, como jogar bolinha, comer biscoito, etc.. No início é preciso fazer estes exercícios num local e horário bastante calmos e neutros. Só devemos passar adiante quando o cão já estiver suportando o barulho que o incomoda, num nível normal.

[] Não recompensar involuntariamente: é preciso ter muito cuidado para não dar carinho e atenção ao animal quando ele estiver com medo para não recompensá-lo, involuntariamente, por ter medo. Nada de tentar acalmar o cão ou segurá-lo no colo. Em último caso é preciso deixar um local preparado para que o animal possa se esconder e sentir seguro, como numa toca.

[] Usar medicação: alguns veterinários preconizam doses diárias de antidepressivos, ministrados nos dias em que se suspeita que haverá ruídos que causem pânico ao cão. A medicação tem que ser dada antes do cachorro começar a ficar apavorado e pode evitar crises médias ou leves de pânico. Para casos graves de fobias causadas por sons, como fogos de artifício, tempestades, trovões ou armas de fogo, outras drogas podem ser utilizadas, sempre a critério e sob prescrição do veterinário.

Segundo Cláudia, o medo excessivo de ruídos é um dos problemas mais difíceis para serem tratados em
comportamento canino, especialmente em casos graves. De qualquer forma vale a pena tentar.

No caso de cães que se
estressam com o barulho de máquinas de tosa e secadores, utilize chumaços de algodão nos ouvidos do animal, para diminuir o ruído. Isso também pode ser tentado em dias de tempestade ou fogos de artifício. Mas é claro, esse "truque" não terá efeito algum em animais extremamente medrosos.

Procure assegurar-se que o cão não possa fugir em momentos de grande manifestação de medo. É comum os animais se desesperarem e saírem em disparado em direção à rua. Prenda o cão em dias de comemorações com fogos e rojões.

Consulte o veterinário que trata do seu animal. Caso ele julgue conveniente, medicará o seu animal para enfrentar o medo ou encaminhará você a um especialista em comportamento para tratar seu cão. Associando as medicações alopática,
homeopática ou alternativa ( Florais de Bach), a uma mudança de postura do dono em relação ao cão, há chances dele superar a fobia.


Silvia C. Parisi
médica veterinária - (CRMV SP 5532)

Fonte:Web animal

Cuidados com as vunvunzelas! Se nós humanos já nos irritamos imaginem eles q têm a audição maior do que a nossa!!!

____________________

domingo, 6 de junho de 2010

Dar ou não dar osso?


Ossos não são prejudiciais à saúde do pet? Sempre ouvi dizer que nunca devemos dar ossos, principalmente os de frango, aos cães, sob pena de ocorrerem perfurações ou obstruções gastrointestinais.

Desde que o mundo é mundo, os veterinários nos orientam a evitar dar ossos, principalmente os de galinha, aos cães. Mas é preciso esclarecer alguns pontos. Na maioria esmagadora dos casos, os cães podem sofrer perfuração gastrointestinal ao engolirem aquele osso de coxa de galinha cozido que sobrou do almoço do dono. É o osso cozido, frito ou assado que não pode em hipótese alguma ser oferecido ao animal. O calor muda a composição do osso, tornando-o mais rígido e perigoso.

Já ossos crus são bastante seguros. Se não fossem, a dieta dos carnívoros selvagens, à base de carnes e ossos, os levaria à morte e à extinção. Desde que dados crus, ossos são material biológico e sofrem digestão como qualquer outro alimento de origem animal. Mas isso não quer dizer que a prática seja isenta de riscos. Na verdade, se a gente parar para pensar, nenhuma modalidade de nutrição é 100% segura.

Algumas atitudes podem minimizar os riscos. É importante observar o cão enquanto ele come meaty bones (ossos contendo carne, como asas de frango, pescoço, etc). Se acontecer de ele se atrapalhar com um osso, você estará lá para remediar a situação. Existem ossos mais seguros que outros. É recomendável começar oferecendo peças com ossos molinhos e pequenos, como pescoços de frango, ótimos para cães iniciantes. Pés de galinha, por serem mais duros e apresentarem ossos compridos, não são indicados para animais sem experiência. Para ajudar ainda mais seu cão afobado, você pode quebrar os ossos com auxílio de um martelo, ou pedir para o açougueiro moer os pescoços e as asas e dorsos de frango. Aqui trituramos meaty bones para os gatos usando um liquidificador comum ou mixer. Deste modo obtemos um “patê” de meaty bones muito seguro e palatável.

Em último caso, se o receio for muito grande, esqueça os ossos e ofereça a dieta natural com suplementação de cálcio por meio de cápsulas (mais informações com seu veterinário) ou pó de casca de ovos. (Para obter pó de casca de ovo, deixe algumas cascas de ovo por 10 minutos no forninho elétrico ou forno convencional a fim de desidratá-las e esterilizá-las. E em seguida, bata-as no moedor de café, de pimenta ou no liquidificador até obter um pó fininho . Use em média 1/2 colher de chá desse pó para cada 250 gramas de carne sem ossos. Veja tudo nesse nosso artigo com fotos.)

Se optar por não oferecer meaty bones, converse com seu veterinário para que a dieta seja ajustada para uma formulação adequada. Ou aguarde nossas sugestões de cardápios de dieta natural sem ossos. E não deixe de oferecer ossos grandes (”joelho” de boi, etc) uma vez por semana para que os cães roam e limpem os dentes e as gengivas.

E lembre-se: são milhares de pessoas no mundo oferecendo ossos crus para cães e gatos de todas as idades e portes, com sucesso. A regra é dar certo!

Fonte: http://www.cachorroverde.com.br/ossos.php



_____________________________________

domingo, 23 de maio de 2010

Aids Felina

"Ela demora a se manifestar e só é transmitida
de felino para felino. Não há cura e o tratamento

é baseado nos sintomas".

Fonte: Tribuna de Petrópolis

O vírus da imunodeficiência felina (FIV) pertence ao gênero do lentivirus, da família do retrovirus, o mesmo da aids humana. Por este motivo o problema é conhecido como aids felina. A doença é grave e normalmente detectada em estágio avançado. Os únicos atingidos são os felinos, não havendo transmissão para o homem ou animais de outras espécies.
A transmissão acontece pela saliva do gato e de mãe para filhote, durante a gestação ou na amamentação. A veterinária Flávia Lourenço conta que é comum os animais se infectarem em brigas, por conta de arranhões e mordidas. Os gatos também podem adquirir a doença no contato com potes de comida e água, já que o vírus está presente na saliva. A transmissão intra-uterina pode acarretar em aborto ou no nascimento de filhotes portadores do vírus.
Assim como acontece com o homem, os bichanos podem ser portadores do vírus e nunca apresentarem sintomas. Estes serão apenas transmissores da doença. A destruição das células de defesa do organismo pode acontecer durante anos até atingir a imunodepressão, que é a última fase da FIV. A castração é um dos poucos recursos que podem ajudar a evitar a disseminação do problema, pois impede a procriação de filhotes soropositivos e deixa os machos mais calmos e caseiros, minimizando as brigas.
Os gatos costumam apresentar sintomas de enfermidades tardiamente. Segundo Flávia, os indícios da aid’s felina costumam ser os mesmos de problemas corriqueiros, a diferença está na dificuldade de eliminá-los. Letargia, perda de peso, falta de apetite, febre, infecções na pele, conjuntivite, gengivite severa e alterações neurológicas tornam-se frequentes, o que é um sinal da presença da síndrome da imunodeficiência adquirida. Geralmente o diagnóstico também é tardio, pois “nenhum proprietário faz inúmeros exames em um animal aparentemente saudável. Na maioria dos casos, pelo fato da doença já estar em estágio avançado, os gatos não respondem ao tratamento e pioram rapidamente”, esclarece a especialista.
A comprovação do problema é feita através do exame de sangue específico. Ainda não há vacina disponível no Brasil, portanto o tratamento é sintomático, ou seja, realizado através do combate aos sintomas apresentados. “A FIV é uma doença grave e provavelmente vai levar o animal ao óbito. Quando identificada no início, o que é muito improvável, o tempo de vida ainda pode ser maior”, explica a veterinária, acrescentando que em alguns casos a eutanásia pode ser necessária por conta do grande sofrimento.
O dia-a-dia do gato contaminado não precisa ser muito modificado. Não é necessário isolá-lo, caso ele conviva com outros da casa, pois como a doença demora a se manifestar, muito provavelmente todos já estarão com o vírus. “Se for separado ele pode até entrar em depressão”, alerta Flávia. Ela orienta apenas a não introduzir novos bichanos ao gatil e a não permitir que o soropositivo vá para a rua. Além de oferecer um local confortável para o gato, o dono deve observar sempre se o bicho está se alimentando bem.

______________________________________

domingo, 16 de maio de 2010

Abandonar seu animal é crime!


Pensem antes de mais nada no sofrimento que estais causando ao seu animal, pois podes ter certeza que ele sofre muito sentindo sua falta.
Reflitam! E antes de sair por aí adotando um animal por impulso, pense se você irá está presente na vida dele em todos os momentos, na saúde na doença, na tristeza, na alegria até que a morte os separe. Você tem condições de abrigá-lo em sua casa por tempo indeterminado? De cuidar dele quando estiver doente? De ter tempo para brincar e passear com ele? De dar uma boa alimentação para ele? E se de repente você tem que fazer uma viagem quem irá se responsabilizar por ele? Vai jogar ele na rua como se fosse um lixo?
Pensem nisso e em tudo mais, pois podem ter certeza que eles sofrem muito quando não tem a pessoa que os acolheu por perto!

______________________________________
Até a próxima!

sábado, 15 de maio de 2010

Castração é um ato de Amor

Olhe para esta imagem, analise-a e reflita sobre uma situação que é muito comum aos milhares de cães vítimas do abandono!


E aí? O que achou de tudo isso?
Respondam-me nos comentários do blog!

bjos
até a próxima!

terça-feira, 27 de abril de 2010

A intelitgência dos gatos


Enquanto para seus amantes e apreciadores, os gatos são criaturas excepcionalmente inteligentes, para os céticos, ou simplesmente para a grande maioria das pessoas, os gatos são pouco inteligentes, especialmente porque, diferentemente dos cães, eles são independentes e mais difíceis de treinar. Mas será que a inteligência está de fato ligada à capacidade de ser treinado ou mesmo a quanto são apegados a nós, seres humanos? A resposta é não.

Serem pouco sociáveis e difíceis de manipular (embora bastante manipuladores!) significa apenas que é difícil avaliar a sua inteligência, mas não que os gatos sejam desprovidos desta. Afinal, o que, se não a sua inteligência, explicaria o grande sucesso dos gatos domésticos como caçadores solitários!


De fato, embora existam gatos extremamente atentos e motivados, capazes de aprender a responder a comandos tais como “deita” e “rola”, capazes de exibir truques e até de competir em provas de esportes tradicionalmente caninos, estes indivíduos são a exceção e não a regra. Gatos se motivam relativamente pouco pelo carinho e elogios humanos, e quando a recompensa se torna difícil (exemplo: o recebimento do petisco é dificultado durante o adestramento), eles desistem e partem em busca de uma “presa” mais fácil. Assim, métodos tradicionalmente utilizados para treinar cães não são exatamente os mais apropriados para treinar gatos. Sendo assim, o insucesso neste tipo de treinamento não significa que não sejam capazes de aprender e nem tampouco que não sejam inteligentes.


Ao contrário, estudos científicos recentes têm comprovado nos gatos capacidades intelectuais bastante complexas, algumas delas só mesmo demonstradas por animais altamente inteligentes, tais como os primatas. A mais notável destas habilidades é o aprendizado por observação, ou seja, a capacidade que gatos têm de aprender a desempenhar determinada função a partir da observação de um outro gato em desempenho. O mais corriqueiro dos exemplos é o aprendizado da caça por filhotes de gatos, que se dá através de frequentes observações da própria mãe em plena atividade de caça. Embora isto pareça uma tarefa simples e até óbvia para muitos proprietários de gatos, vale dizer que o aprendizado por observação é algo tão complicado que, até o momento, não há evidências científicas convincentes de que cães sejam igualmente capazes de tal habilidade.


Outro aspecto que chama bastante à atenção é o bom desempenho que gatos têm em testes de inteligência envolvendo o desaparecimento e o reaparecimento de brinquedos e /ou comida. Por exemplo, num destes testes o gato primeiramente observa o experimentador colocando um petisco saboroso dentro de uma caneca. Posteriormente, o gato também observa o experimentador trazendo esta caneca para de trás de uma barreira, porém não o vê retirando o petisco de dentro da caneca. Em seguida, o experimentador traz a caneca de volta, para próximo do gato. Seguindo um raciocínio bastante lógico (porém ausente em diversas espécies animais!) os gatos testados, ao perceberem que a comida não estava mais dentro da caneca, partiam imediatamente para a busca atrás da barreira, obtendo êxito no teste. Para se ter uma ideia, crianças só são capazes de desenvolverem tal raciocínio por volta de 1 ano e meio de vida!


Surpreendido com o que foi até aqui exposto sobre a inteligência felina? Ainda há muito mais por vir. Pesquisadores já estão investigando nos gatos domésticos formas ainda mais complexas de inteligência, tais como a noção de cálculo ou até mesmo a capacidade de elaborar atos de vingança! Portanto, há que se ter em mente que, mesmo sendo alunos mais complexos no adestramento, gatos são excelentes observadores e quem sabe até... exímios estrategistas!



Daniela Ramos

médica veterinária especializada em Comportamento Animal pela University of Lincoln (Inglaterra)




Fonte da pesquisa: Web animal



domingo, 18 de abril de 2010

Denuncie!!!





Maltratar ou abandonar animais é crime!
Seja a voz de quem não pode se defender! DENUNCIE!

Maus tratos: A denúncia de maus tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal n.º 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais).

Abandono: LEI COMPLEMENTAR Nº 11, DE 17/12/2002:

Artigo 6º - É proibido abandonar animais em qualquer área pública ou privada.

Artigo 7º - É de responsabilidade dos proprietários a manutenção dos animais em perfeitas condições de alojamento, alimentação, saúde e bem estar, seja em perímetro urbano ou rural.


Rinhas (brigas) de cães ou galos é crime também!

A prática é considerada crime ambiental e também se enquadra no artigo 32 da legislação ambiental, que prevê pena de detenção de três meses a um ano, além de multa. A pena pode ser aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

O artigo condena "o ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos".

Não se cale, denuncie esta prática!







Erro médico


A morte de um animal ou o dano irreversível por um eventual tratamento veterinário incorreto, pode levar o dono a tomar duas providências. Uma é relatar o ocorrido ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) de seu Estado, por escrito, com o maior número de evidências possível (como testemunhas, exames e laudos de outros veterinários). A outra é entrar com uma ação na Justiça para indenização por perdas e danos. No primeiro caso, o objetivo é penalizar o mau profissional. A carta é analisada pelo presidente do Conselho, que decide encaminhar a denúncia ou não ao Conselho de Ética, que convocará o profissional e o reclamante para darem explicações. O veterinário tem direito a defesa, e será punido ou, até, terá seu registro cassado se for provada sua culpa.




Disk denúncias do Amazonas:


DEMA (Delegacia do Meio Ambiente) - 3228-1042/3228-7177

CCZ Disk-denúncia: 3625-2655

Batalhão Policiamento Ambiental: 3214-8904

IBAMA - Linha Verde: 0800 618 080/(92) 3613-3096/ 3237-3718/ 3237-3710

Ministério Público do Estado do AM (Disk-denúncia) – 0800 92 0500


Por hoje é só pessoal!
até a próxima!
E não esqueça: Denuncie!
Não se cale se presenciar algum animal sendo vítima de maus tratos!








quinta-feira, 8 de abril de 2010

Agora eles têm até passaporte...


Além da política nacional de controle de natalidade, proprietários de cães e gatos terão outra novidade em relação à vida de seus animais domésticos.
Eles precisarão tirar passaporte de seus bichos para que possam viajar para o exterior e até de um estado para o outro. Decreto editado na terça feira estabelece a criação do documento para gradativa substituição do atual certificado sanitário animal.
O passaporte será expedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e conterá mais informações do que o certificado. Será obrigatório informar, por exemplo, nome, espécie, raça, cor, data estimada de nascimento, nome e eendereço do dono, dados de vacinação, atestado médico com assinatura do veterinário responsável e até a data de aplicação e localização de eventual microchip-que já é obrigatório para entrada de cães e gatos na União Européia e no Japão.
A pasta não tem prazo para regulamentar o passaporte, mas já há um grupo de trabalho atuando em sua criação.
Hoje, os donos devem se adaptar às regras de entrada de cada país. Com o documento quase todas as exigências estarão contempladas. O documento que poderá ter foto, valerá para toda a vida do animal.

Fonte: um jornal chamado Folha Press
________________________________________________

Eles estão ficando chiques...
detalhe é que são as mesmas burocracias de um passaporte
de humanos. A pessoa até desiste de levar o animal...
mas o que importa é o espaço que eles ganham com isso!

________________________________________

*ERRATA: Na postagem passada, eu acentuei a palavra não com o acento circunflexo e isso gerou polêmica com relação ao curso que eu faço na faculdade. Errar é humano!(*já dizia o ditado)Então fica aqui as minhas desculpas pelo erro. Eu queria ter certeza que vocês liam as postagens...kkkkkkkkkkkkkk
até a proxima!!!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Sobre cocô de cachorro...

Ao passear com seu cão pelas ruas da cidade, não esqueça: ele pode sentir
necessidade de aliviar-se fisiológicamente...então nada de deixar a sujeira do
seu cão na rua, recolha!

CAGADA É NÂO RECOLHER!


Esse é o lema da campanha lançada pelo pessoal do Cão em quadrinhos!
Achei muito interessante e farei parte dessa campanha aqui na minha cidade.
A começar pelo exemplo. Toda vez que eu for passear com um cachorro e ele
fizer cocô irei recolher, e caso veja algum dono que não faça isso irei me posicionar!

"Quem tem cachorro, querendo ou não, está assumindo uma série de responsabilidades, uma delas é o recolhimento do cocô do seu cachorro. Como donas responsáveis sabemos dessa importância e da nossa responsabilidade com a limpeza de parques públicos e ruas.

Mas o que vemos durante os passeios diários com nossos pets é diferente. Apesar de muitas pessoas terem consciência, a maioria ainda não assumiu a sua responsabilidade".

fonte: Cão em quadrinhos

E lembrem-se: Cagada é não recolher! Porque ninguém merece pisar no cocô feito pelo seu cachorro!