quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Gatos pretos - O preconceito



Toda vez que se vê um gato preto logo vem a mente os ditos populares de que ele é um ser agorento, que não faz bem cruzar com um pela manhã ao sair de casa, que é mau presságio ele atravessar sua frente correndo, que se for uma sexta feira(*que não a 13)e o gato preto cruzar seu caminho alguém conhecido pode morrer e tantas outros credos acerca disso.
Por isso, eu como protetora dos animais sem exceção de cor ou raça, vim aqui através desse post explicar que essas crendices populares não passam de mitos contados por nossos antepassados e que foram se sucedendo ao longo dos anos.
Não tenham medo dos felinos negros e eu vou explicar-lhes o porquê...

Crenças populares

Na Pérsia antiga havia a crença de que quando se maltratava um gato preto, corria-se o risco de estar maltratando um espírito amigo, criado especialmente para fazer companhia ao homem durante sua passagem na Terra. Desse modo, ao prejudicar um gato preto, o homem estaria atingindo a si mesmo.
Mas foi na Idade Média que surgiu a superstição de que os gatos de cor preta davam azar. Acreditava-se que os felinos, devido a seus hábitos noturnos, tinham relações com seres do mau e, se o gato era da cor negra, era considerado diabólico, uma vez que essa cor era associada às trevas e à magia negra. Assim, na cultura medieval, os gatos pretos tornaram-se intrínsecos à mítica figura das feiticeiras.
No século XV, o papa Inocêncio VIII chegou a incluir os gatos pretos na lista de seres hereges perseguidos pela Inquisição. Assim, esses gatos foram injustamente acusados de estarem associados a maus espíritos e foram, por isso, queimados juntamente com as pessoas acusadas de bruxaria. A perseguição à esses animais atingiu seu auge no século XVI, na Inglaterra, quando misteriosamente registrou-se um súbito aumento da população felina nas ruas das cidades, fato que foi atribuido à ação de feiticeiras. Até hoje ainda existe a idéia de que toda bruxa possui um gato preto de estimação, sendo esse animal associado aos mais diversos tipos de sortilégios. É muito comum ouvir histórias de sorte e azar associadas aos animais dessa cor.
Os gatos pretos foram muito referenciados na cultura popular, sendo frequentemente citado em textos e filmes de suspense e terror. Um conto muito popular tratando desse animal é O Gato Preto de Edgar Allan Poe, onde ele responsabiliza o animal por uma série de acontecimentos sobrenaturais presentes na narração.

As bruxas e os gatos pretos


Os gatos sempre foram associados à Bruxaria e à Magia em todas as crenças populares, especialmente os gatos pretos. Nenhuma representação artística de uma cabana de bruxa dos tempos antigos poderia estar completa sem um gato por perto. A verdade é que toda raça felina tem um certo ar de mistério que lhes confere magia e estranhamento.
Desde o Egito, até Roma e o Norte europeu, eles aparecem como criaturas mágicas. Durante os julgamentos das bruxas no século XVII, era comum a acusação de que elas se transformavam em gatos. Os gatos pretos sempre possuíram um simbolismo ligado ao oculto e frequentemente eram tidos como guardiões ou espíritos familiares das bruxas. A grande verdade é que muitas delas deveriam acolher os felinos que perambulavam pelas ruas, dando-lhes abrigo e comida, e por esse motivo passaram a ser associadas a eles nos manuais de acusações.
As bruxas frequentemente eram acusadas de transformarem-se com o propósito de molestar as pessoas, ou para correrem sem alarde durante a noite, enquanto faziam algo misterioso.


O "poder" da Igreja

Ora, a Igreja Católica(*isso na época da inquisição era mais forte) sempre foi perita em chamar de demônios tudo aquilo que não era particularmente cristão. Com as bruxas e os gatos não foi diferente. E, assim, foi-se criando um senso comum a respeito dos gatos e sua ligação com o “demônio”, o que não passa de uma ideia absurda.
Uma das estórias era que o demônio aparecia nos sabás das bruxas na forma de um enorme gato preto. Talvez a Igreja tenha lhe dado essa atribuição em função do antigo culto de veneração aos gatos no Egito Antigo. Além disso, diversos deuses pagãos tinham formas de animais. Chamar tudo de demônio era a solução ideal para afastar os pagãos.
O poder da Igreja Católica na manipulação do imaginário popular foi tamanho, que até hoje há pessoas que temem quando um gato preto atravessa seu caminho, por exemplo, mesmo sem saber toda a história por trás disso.
Por isso o preconceito perpassa de geração por geração.



Os gatos pretos na sexta feira 13


Por serem relacionados à bruxaria e supertições é comum gatos pretos serem vítimas de abusivas agressões, como retiradas de sua pelagem para se fazer um ritual ou até mesmo o próprio sacrifício em sexta feira 13.
Por isso que o CCZSP adotou uma medida que proíbe a adoção de gatos pretos na proximidade dessa data para tentar evitar ao máximo que eles sofram mau tratos.
É claro que o que não falta são gatos pretos de rua e de uma forma ou de outra eles acabam na mercê de pessoas cruéis.


NÃO DEIXE QUE UM GATO PRETO SEJA MAU TRATADO NA SUA PRESENÇA!

Mesmo que você não goste de gatos(*ainda mais se eles forem pretos)não permita que sejam mau tratados, pois eles são seres da criação divina e se viram a esse mundo não foi à toa.

Até o próximo post...

19 comentários:

  1. Isso é verdade!! Na verdade mesmo o preconceito é em geral, quanto se trata de raça mais escurinha...tadinho deles...pois eu discordo, meu primeiro gatinho, não me trouxe nenhuma influência negativa,pelo contrário,lembro de muitas coisas legais q passei ao lado dele! continue assim,teu blog tá show primacore!! ;*

    ResponderExcluir
  2. adorei a sua postagem !
    eu tenho 2 gatos que são pretos e eles não me dão nenhum tipo de azar..

    ResponderExcluir
  3. Olá Belka, bem vinda mais uma vez em tds os sentidos hehe... e com relação à sua postagem, gostaria de dizer q achei bastante interessante e esclarecedora, talvez um dos melhores posts q vc tenha feito com um belo texto bem redigido. Um grande abraço pra vc e acho q esse tipo de informação q seu blog passe deveria ser mais divulgada pois é de grande importância.
    Td de bom e muito sucesso
    Do amigo Érico

    ResponderExcluir
  4. Owww, realidade, gatos pretos também são gatos!

    ResponderExcluir
  5. Menina, seu post me abriu os olhos, confesso que não gostava de gatos pretos tudo pq tinha internalizado todas essas crenças que nossos avós contam.

    Eu gostei do NÃO DEIXE QUE UM GATO PRETO SEJA MAU TRATADO NA SUA PRESENÇA!

    Apartir de hoje não deixarei mesmo. Obrigado pelo comentário lá no blog, volte sempre. Bjs

    http://minhapaciencia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ahh gatinhos pretos são lindos, eu tenho um .. não inteiro preto tem umas manchinhas brancas ... E ele é um doce =)

    ResponderExcluir
  7. acho os gatos mais bonitos os pretos. tbm visitem meu blog: http://gagauhlala.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. asusshuas

    não gosto de gato nenhum
    preto,branco
    rsrs
    mas legal a matéria
    pior q preto é descriminado até em outra especie
    haha

    ResponderExcluir
  9. só para responder teu comentário.
    tb axo
    eu n gosto,mas nunca maltratei
    nem gato,nem animal nenhum
    e sou CONTRA qm faz isso
    parabens pelo texto

    ResponderExcluir
  10. Uma idiotice dessas pessoas supersticiosas...
    Um gato é um gato,não importa se ele é preto ou branco ou amarelo.Um absurdo..
    E o tal do Inocêncio VIII ,sei não viu.Acho que ele nãqo leu a parte da biblia que fala que Deus também criou os animais,e os gatos estão entre eles.Mas esse tipo de coisa da igreja medieval já é de se esperar.Os caras tavam vendendo vagas no céu....
    Um abraço
    o blog tá show

    ResponderExcluir
  11. Interessante postagem,acho que na parte que vc supôs a perseguição da igreja aos gatos pelo fato dos mesmos serem idolatrados no Egito foi o ponto chave de todo o texto.Na verdade a igreja em outros períodos tinha um medo extra comum do paganismo talvez pq muitas coisas no paganismo façam levantar dúvidas quanto a origem das histórias que a igreja se diz dona.


    www.finalzindefesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. não consigo entender o motivo de tanto racismo e tals, embora eu nao goste muito de gatos, odeio que o maltrate, animais não são palhaços.

    ResponderExcluir
  13. q linda defesa aos gatinhoos!
    mas eu aibda prefiro um bom cachorro preto, grande e peludo!
    kkkk

    ResponderExcluir
  14. sobrinha gostei disso que você falou é bom as pessoas saberem que não se pode mal tratrar os animais mesmo se eles forem pretos...

    ResponderExcluir
  15. ñ sabia q era ilegal naum, geralmente compro no supermercado.
    mais acho q mata outros tipos d animais, num eh esse tal chumbinho q acharam na tal comida envenenada da leila lopes?

    http://drehluvz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Bah muito interessante seu post!
    Bem esclarecedor!
    Além do Batata Sorriso, tenho um outro blog que trata de assuntos "cabeça" como o seu, acesse depois ae www.sementedarenovacao.com

    ResponderExcluir
  17. put'z, agora q vi, o primeiro coment nesse post meu c referia ao post seguinte (deu p tender?) Rs

    intoun, amo gatos, pretos intoun, acho luxo...


    adorando aki, vou seguir desde jah
    http://drehluvz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Já tive uma bichano preto, sabia? Foi sem querer, tínhamos uma gatinha q era toda branquinha. QUando ela teve filhotes veio um pretinho. O povo não o queria quando o oferecíamos. Entao tivemos q ficar com ele. Meu pai pôs até um nome nele: Breu. Somente, tempos depois eu vi que o nome foi maldade, mas pudera! eu tinha 9 anos... Mas foi muito bonito saber q representava um espírito amigo no Egito Antigo. Acho que fui egipcia em outra vida: adoooro gatinhos peludinhos fofinhos manhosinhos...

    ResponderExcluir